Rua Orlando Randi, 70 - Vila Lemos | Campinas/SP
Fone: (19) 3251-7608 / 3326-0316 / 3326-0317
Rua Orlando Randi, 70 - Vila Lemos | Campinas/SP
Fone: (19) 3251-7608 / 3326-0316 / 3326-0317
Etiquetas Adesivas Fricamb - Bobinas e Etiquetas

Você pode não perceber, mas elas estão presentes na sua vida em praticamente tudo. São as etiquetas adesivas que podem ser permanentes ou removíveis e aplicadas nos mais variados tios de superfícies e materiais. Elas suportam variação temperaturas, permitem contato direto com alimentos e resistem, inclusive, a sol e chuva em alguns casos.

Há uma variedade imensa do tipo de material indicado para etiquetas que podem ser de papel, como branco, fosco, couchê ou offset, laminado, fluorescente, etc. Assim como também é possível utilizar materiais como plásticos e filmes, sendo os mais comuns: nylon, poliéster, pet, polietileno e vinis.

E quando se fala em etiquetas adesivas, não podemos deixar de lado um fator fundamental: a aderência, a fixação, ou seja, a cola que permitirá aos adesivos ser removível, permanente, acrílico e com diversas espessuras (gramatura). Existem ainda opções de liner que vai de acordo com o equipamento para etiquetar. Assim, é a união estes elementos que fará da sua etiqueta a mais adequada para aplicar no que você deseja. Talvez você ainda esteja se perguntando:

Como escolher a etiqueta ideal?

DESTACAMOS 7 PERGUNTAS QUE VÃO TE AJUDAR NA PROCURA DA ETIQUETA ADESIVA PERFEITA!

1) Pra sempre ou só agora?

Para adesivos de utensílios domésticos, vidros e objetos de decoração é ideal que eles sejam removíveis pelo cliente. Adesivos acrílicos, que não deixam resíduos, são uma boa opção. Já para rótulos, etiquetas para expedição e para identificação de ativos fixos são indicados adesivos com um tempo maior de aderência. Existe outro tipo: etiquetas sem adesivo.

Também conhecidas por “tags” e são utilizadas para pendurar em roupas ou em suportes próprios como testeiras de gôndolas, por exemplo. Mas se seu adesivo precisa ser colado e descolado diversas vezes mantendo a mesma aderência, existem os Reposicionáveis, que são uma nova tendência em embalagem de alimentos, como no pacote de biscoitos (ou bolachas) Passatempo, da gigante Nestlé. Isso permite manter fechado o tempo todo, preservando o alimento, podendo o consumidor abrir e fechar embalagem quantas vezes quiser.

 

2) Papel, pedra ou tesoura?

Saber em que superfície aplicar seu adesivo facilita e muito na hora escolher. No geral, adesivos acrílicos aderem melhor em superfícies lisas como porcelanas, plásticos lisos, metais limpos, vidros, papel… E adesivos à base de borracha possuem desempenho superior em superfícies porosas ou irregulares, por exemplo, papelão, plástico rugoso, madeira e tecido.
Ainda tem adesivos específicos para superfícies de difícil adesão, como pneus.

 

3) Quente ou frio?

Seu material ficará exposto a altas temperaturas ou o contrário, podem chegara temperaturas negativas? Pois existem etiquetas especiais para produtos que serão submetidos ao calor e outras que suportam com tranquilidade temperaturas abaixo de zero. Entre estes dois tipos há uma variedade de aplicações e recomendações.

 

4) Que tipo de identificador, código ou personalização deverá ser impresso?

Seu produto terá etiquetas com códigos de barras, datas de validade e fabricação, informações de segurança, ingredientes, controle de inventário e uma série de outros itens, que podem ser previamente impressos ou impressos pelo próprio cliente? Algumas etiquetas são próprias para anotações com caneta, outras não.

 

5) Você já tem uma impressora de etiquetas?

Existem etiquetas adesivas próprias para cada tipo de impressora: com ribbon ou sem; térmicas; impressoras matriciais – que usam etiquetas em formulário contínuo; laser; jato de tinta; integradas a outros equipamentos como balanças de balcão de padarias e açougues, por exemplo.

Para cada caso há um tipo de papel ou plástico ideal para a aplicação. A forma como será impressa define também o formato como a etiqueta é entregue (em rolo, folha, cartela, formulário contínuo).

 

6) Vai ser um lacre?

As etiquetas adesivas de segurança possuem sistemas especiais que impedem que elas sejam retiradas e aplicadas novamente. Em alguns casos a remoção é bem dificultosa. Quando assunto é segurança, é comum o uso de etiquetas que se modificam quando violadas, elas possuem marcações especiais do tipo void. Tem também adesivos holográficos, microletra, etiquetas destrutíveis, picotes especiais entre outros métodos de lacres e autenticidade.

 

7) A etiqueta estará vulnerável?

Há etiquetas que aguentam bem os efeitos da natureza, contato com produtos químicos, etc. Em contrapartida, existem situações em que o adesivo não terá um contato direto atritos entre peças.

Se você precisa de etiquetas para maquinário pesado, que estarão sujeitas à chuva, lama e graxa, há materiais plásticos mais resistentes. Por outro lado, há etiquetas que não ficarão expostas às condições extremas, mas serão aplicadas em produtos sofrem muito impacto, como tubos de metal, que são friccionados quando empilhados para armazenagem. Será inútil uma etiqueta que se rasga ou solta em casos assim.

Então, com estas questões básicas já é possível apontar o melhor tipo de adesivo para atender à sua necessidade. Claro que existem outros fatores que ajudarão a escolher de maneira mais precisa qual o material ideal e para isso você pode contar com a gente!